Tel.: +55 11 5181.0222

Produção de motocicletas recua 13,6% no primeiro semestre

Em junho, a fabricação cresceu 7,6% ante mesmo mês de 2012, devido à antecipação das linhas de montagem para férias

Segundo dados divulgados pela ABRACICLO – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, a produção de motocicletas registrou queda de 13,6% nos primeiros seis meses do ano em relação ao mesmo período de 2012, atingindo 835.959 unidades ante 967.890. As vendas no atacado recuaram 9,3%, passando de 897.293 para 813.555 unidades.



Entretanto, a fabricação cresceu 7,6% em junho, na comparação com o mesmo mês de 2012, passando de 140.914 unidades para 151.652. Em relação a maio passado, quando foram fabricadas 147.929 motocicletas, o incremento foi de 2,5%.
“O crescimento da produção no mês de junho refletiu, principalmente, a antecipação das linhas de montagem, diante da paralisação das férias coletivas em julho. A fabricação deverá atender à demanda que o setor espera para o período”, comenta Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.

As vendas no atacado (aos concessionários) mantiveram-se praticamente estáveis, com leve redução de 0,2%, atingindo 138.586 unidades contra 138.876 em junho de 2012. Sobre maio (149.605 motocicletas), a queda foi de 7,4%.
No varejo, que contou com um dia útil a menos de comercialização em relação ao mês anterior, a média diária de vendas ficou em 6.252 motocicletas, superando 6.200 contabilizadas em maio. A comercialização totalizou 125.046 unidades, em junho, contra 130.201 registradas no mês anterior, representando uma queda de 4%. “O recuo se deu por conta do dia útil a menos. Caso contrário, os dados permaneceriam estáveis”, esclarece Fermanian.

As exportações do semestre registraram recuo de 7,1%, passando de 48.380 motocicletas para 44.946. Em comparação com o mesmo mês de 2012, as exportações de junho subiram 21,2%, passando de 6.865 para 8.317 unidades.
Diante dos resultados de produção e vendas no atacado, registrados no primeiro semestre, e considerando as perspectivas da economia nacional, o segmento de motocicletas revisou suas projeções para o fechamento de 2013. “Agora, a previsão é que os volumes totais mantenham-se estáveis em comparação com 2012”, afirma Fermanian.
Bicicletas
No segmento de bicicletas, a produção no Polo Industrial de Manaus (PIM) apresentou queda de 17,8% no acumulado dos primeiros cinco meses do ano, em relação a igual período de 2012, passando de 352.659 unidades para 289.863. Em maio foram fabricadas 59.322 unidades, correspondendo a uma redução de 8% sobre abril, com 64.476 unidades. Em comparação a maio de 2012, a retração foi de 16,2%.

“A produção de bicicletas no PIM está diminuindo em volume e aumentando em valor agregado”, explica Fermanian.

No acumulado de janeiro a maio, as vendas de bicicletas no atacado reduziram 17,1%, passando de 306.087 para 253.857 unidades. A comercialização no atacado recuou 6,6% entre abril e maio, totalizando 61.576 bicicletas contra 57.525. Em relação a maio do ano passado, com 59.966 unidades, houve queda de 4,1%.

Já as importações de bicicletas nos primeiros cinco meses somaram 114.481 unidades, volume 8,2% inferior ao registrado no mesmo período de 2012, com 124.697 unidades. Em relação a abril (25.293 unidades), houve uma redução de 19,6%, totalizando 20.348 unidades.

Sobre a ABRACICLO e o Setor de Duas Rodas
Com 37 anos de história e 13 associadas, a ABRACICLO – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares - representa, no país, os interesses dos fabricantes de transporte em Duas Rodas, além de investir fortemente em ações que tenham por objetivo a busca pela paz no trânsito e pilotagem defensiva.

Representativa, a fabricação nacional de motocicletas - majoritariamente concentrada no Polo Industrial de Manaus (PIM) - está entre as cinco maiores do mundo. Já no segmento de bicicletas, o Brasil se encontra na terceira posição entre os principais produtores mundiais. No total, o Setor de Duas Rodas gera em suas indústrias cerca de 20 mil empregos diretos.

MOTOCICLETAS

BICICLETAS

Frota Nacional: mais de 20 milhões

Frota Nacional: mais de 70 milhões

Produção anual: cerca de 1,7milhão de unidades

Produção anual: mais de 4 milhões
de unidades

5º maior produtor mundial

3º maior produtor mundial

JoomShaper